Rádio Web Manawa

Direto do Blog

RENATO RUSSO É UM GRANDE POETA E CONTINUA CAUSANDO COMOÇÃO NAS GERAÇÕES DE HOJE

A apresentação gratuita aconteceu ao ar livre no Parque da Redenção no último sábado, 29, foi um fim de tarde roqueira. Porto Alegre a cidade com maior número de roqueiro por metro quadrado acolheu Bruce Gomlevsky, protagonista do musical solo escrito por Daniela Pereira de Carvalho, dirigido por Mauro Mendonça Filho (consagrado com o Prêmio Shell pelo trabalho).
“Renato Russo – O Musical”. Além do show em Porto Alegre, foi assistido por milhares de pessoas, percorreu mais de quarenta cidades e fez muitas apresentações ao longo de mais de dez anos de trajetória, acompanhado da banda Arte Profana, Bruce Gomlevsky interpretou canções que marcaram a carreira do líder da Legião Urbana, o aniversário de 21 anos de morte de Renato Russo, o ator Gomlevsky, realizou três sessões em 2008, no Theatro São Pedro.
O ator Gomlevsky narrou e dramatizou os principais episódios da vida de Renato Russo que marcaram sua trajetória e, por extensão, a própria música brasileira, “há tempo”, “será”, “La Solitudine”, “que país é este”, “Quando O Sol Bater Na Janela do Teu Quarto”, faltou oxigênio para o ato,r mais de duas horas sem parar no palco.
O show foi marcado também por manifestações políticas #foratemer #foramarquezan contestando os retrocessos sociais no país, estamos vivendo tempos sombrios.
A banda Arte Profana, formada por teclado, guitarra, baixo e bateria ilustra com 22 canções a peça que conta a história do músico desde a juventude punk em Brasília, quando fundou a primeira banda, Aborto Elétrico, e ficou por dois anos em uma cadeira de rodas, até o sucesso da Legião Urbana. O quebra-quebra num show em Brasília e os problemas com drogas estavam na encenação provou que Renato Russo é um poeta e continua causando comoção nas gerações de hoje.
O show abriu com “ideologia” tributo ao Cazuza, fazendo uma crítica a nova tendência musical e contestando a politica.
O rock no Brasil começou a engatinhar com artistas que faziam versões de Elvis, Chuck Berry, na Jovem Guarda, artistas como Ronnie Von chegaram a flertar com o estilo mas foram os Mutantes que surgia o primeiro grande representante do rock nacional. Depois veio Raul Seixas. Foi somente nos anos 80 que o rock no Brasil realmente ganhou espaço até meados da década de 90, o rock viu suas melhores bandas.
Renato Russo morreu em 11/10/1996 em conseqüência de complicações causadas pela Aids (era soropositivo desde 1990), mas jamais revelou publicamente sua doença. Seu corpo foi cremado e suas cinzas lançadas sobre o jardim do sítio de Roberto Burle Marx. Sua primeira banda foi o Aborto Elétrico, ao lado de Felipe Lemos e André Pretorius. Não durou muito, terminando por brigas entre Felipe e Renato. O Aborto foi a semente que deu origem à Legião Urbana, ao Plebe Rude e ao Capital Inicial, liderado por Dinho Ouro-Preto.
Renato Russo atingiu o auge de sua carreira como músico à frente da banda Legião Urbana, sendo compositor de praticamente todas as letras. Através do grupo, que ainda tinha Dado Villa-Lobos (guitarra), Renato Rocha (baixo de 1984 a 1988) e Marcelo Bonfá (bateria), Renato passou a ser reconhecido como um dos maiores poetas do rock brasileiro.
Estive neste momento especial e filmei algumas canções interpretada Bruce Gomlevsky e fica aqui embaixo esse inesquecível e memorável tributo ao Cazuza.

*Professor de Geografia na Rede Pública Estadual da cidade de Porto Alegre.

 

Comentários Facebook